Admirável Mundo Novo

Mudança no Facebook, queda nas ações

O cofundador e presidente do Facebook, Mark Zuckerberg, iniciou a maior reforma de conteúdos dos últimos anos em sua rede social.

Na quinta-feira passada, dia 11/01, Zuckerberg informou que atualizará não só a página principal da maior rede social do mundo, como também o feed de notícias. O objetivo é dar prioridade ao que as pessoas partilham com os amigos e familiares, reduzindo, assim, o conteúdo não publicitário, ou seja, deixando famosos, marcas e meios de comunicação em segundo plano.

Recentemente criticado, assim como o Twitter, por ter deixado sobressair informações enganosas nos feeds das pessoas, durante a campanha presidencial norte-americana em 2016 (o que pode ter influenciado esta), pode ser uma das causas da mudança. Porém, o novo funcionamento do feed de notícias não evita que informações falsas se tornem virais nas redes sociais, visto que estas informações, normalmente artigos e vídeos, são partilhados por amigos.

O anúncio do novo objetivo da rede, dar prioridade à aproximação com as pessoas que interagimos “na vida real”, não caíram bem entre as empresas de marketing e comunicação, que entendem que ocorrerão consequências em sua capacidade de chegar aos leitores, visto que os conteúdos divulgados em seus perfis serão relegados a um segundo plano, a não ser que paguem para patrocinar no feed de notícias. E esta preocupação fez com que as ações do Facebook caíssem mais de 4% na sexta-feira passada, 12/01.

Faça a sua assinatura e leia os artigos na integra