Admirável Mundo Novo

Google_62O que há na última atualização do Chrome?
O Google lançou na passada semana o Chrome 62 para Windows, MacOS e Linux. A nova atualização vem com quase três dúzias de correções para vulnerabilidades de segurança. São patches para 35 vulnerabilidades de segurança, um quinto dos quais foi classificado como “Alto”, o segundo ranking mais grave do Google. Além disto, disponibiliza um novo aviso quando os utilizadores acedem a um site não criptografado.
Também na lista de alterações do Chrome 62 estão o suporte para fontes variáveis OpenType. Estas fontes compactam vários tamanhos e estilos de fontes num único pacote, dando aos designers de websites mais flexibilidade na criação de páginas atraentes.
A última vez que atualizou o navegador, para a versão 61, foi em 6 de setembro, pouco menos de seis semanas antes da atualização de terça-feira passada. A próxima atualização, o Chrome 63, deve chegar aos utilizadores na semana de 3 a 9 de dezembro, de acordo com o calendário de lançamento do Google.

========================================================

RansomwareRansomware é um mercado próspero
A Dark Web está repleta de ofertas de Ransomware em canais de anúncios. Alguns criminosos que participam desta economia em expansão podem lucrar mais de US$ 100.000 por ano.
Pesquisadores da Carbon Black examinaram o mercado de resgate e descobriram alguns factos interessantes sobre a crescente economia criminal. Espelhado em alguns dos mercados legais de tecnologia, como os de desenvolvimento de software, o mercado da Ransomware é dominado por soluções personalizadas únicas e com ofertas chave na mão.
As ofertas do Ransomware variam de ofertas básicas de US$ 10, passando por ofertas direcionadas para ataques à plataforma Android (US$ 250), chegando até ofertas personalizadas por US$ 1400. Quanto maior a personalização necessária, maior será o preço. A oferta de resgate mais caro obtida pelo Carbon Black foi de US $ 3.000, mas o kit inteiro foi completamente personalizado e usado para campanhas específicas.

surface2Surface Book 2, o portátil do futuro
A Microsoft lançou na terça-feira passada o novo dispositivo. Panos Panay, vice-presidente corporativo da Microsoft Devices, informou que o novo equipamento, que vem nas versões de 13 polegadas e 15 polegadas, é poderoso o suficiente para a próxima geração, que já é caracterizada por ser uma realidade mista, com inteligência artificial, aprendizado de máquinas e jogos imersivos. A integração entre o Surface Book 2 e o Adobe Creative Cloud foi aprimorada e a funcionalidade do Dial Surface da Microsoft está a chegar ao Photoshop, observou a empresa. Um chip HP TWP 2.0 oferece proteção de nível empresarial com o Windows Hello signo facial.
O Surface 2 de 13 polegadas é alimentado por um processador Intel Core i5 da 7.ª geração ou por um processador Intel Core i7 de 8.ª geração. Já a versão de 15 polegadas só está disponível com o processador de 8.ª geração.

Amazon-keyA Amazon.com dentro das residências
O serviço Amazon Key é a nova aposta da Amazon.com, que foi anunciada na quarta-feira passada. O serviço consiste na instalação de uma fechadura inteligente na porta da residência cliente e de uma câmara de segurança da Amazon para registar os movimentos do entregador. As portas só se abrirão para a entrega se o entregado em questão passar pela verificação do sistema da Amazon. O entregador nunca vai receber chaves nem códigos para destravar as portas de forma manual. O serviço, disponível apenas para os clientes do serviço de assinatura “Preme”, custa a partir de US$ 250 e será disponibilizado em 37 cidades dos EUA a partir de 8 de novembro. A Amazon oferecerá a instalação gratuita dos kits.
A Cloud Cam é outra novidade. Será o primeiro passo da empresa de comércio electrónico no mercado de segurança doméstica, onde competirá com nomes tradicionais, como Netgear, e a Nest Labs, da Alphabet. A Cloud Cam custará em torno de US$ 120.

iPhoneXiPhone X no Youtube antes do lançamento
Um vídeo publicado por uma youtuber americana, que foi removido do ar do canal original, mostrou, na semana passada, o iPhone X em uso antes do lançamento e, pasmem, antes da liberação para a imprensa mundial, que normalmente é feita de tal forma que especialistas pudessem fazer as análises ao novo equipamento. De acordo com o Business Insider, Brooke Amelia Peterson, além de youtuber, é filha de um funcionário da Apple e, em visita à empresa, fez a filmagem onde mostrou o novo iPhone em uso. Apesar de removido do ar do canal original, o vídeo foi replicado por outros canais no YouTube e ainda pode ser assistido.
A Samsung vai lucrar enquanto a Apple vender milhões de unidades do produto. O iPhone X virá com ecrã OLED, com mais nitidez, contraste e cores mais vivas. A principal produtora de ecrã OLED é a própria Samsung.
O iPhone X começará a ser vendido em mercados internacionais a partir de 3 de novembro.
Os nossos leitores podem ver o vídeo em: www.alecsander.pt/videos/iphone-X.mp4

BadRabbitUm novo ransomware: Bad Rabbit
Depois dos ataques do WannaCry e ExPetr, o novo ransomware que bloqueia dados dos computadores é o Bad Rabbit. As empresas de segurança observaram, em 24 de outubro, diversas notificações de ataques em massa. Os responsáveis pelo ataque cobram um valor de resgate em Bitcoin (0,05 BTC), visto que a moeda virtual permite que os criminosos recebam o valor exigido e preservem o seu anonimato. Informações apontam que 65% dos sistemas infetados são russos, mas há, também, registo de sistemas infetados na Ucrânia, Turquia e Japão.
De acordo ainda com a análise, as vítimas fazem download de um falso instalador do Adobe Flash Player de sites infetados, um ficheiro chamado “install_flash_player.exe”. Ao executar, acabam por infetar os seus computadores. Se executado, ele grava a DLL maliciosa com o nome “infpub.dat” e iniciada. O detalhe é que o Bad Rabbit é capaz de espalhar-se para outros computadores da rede.