Universo Cibernético – Quem é quem

Alecsander Pereira

É provável que muitos dos nossos leitores já tenham ouvido falar em alguns termos como HACKER e CRACKERS (não confundir com bolachas Cream Crackers). Na edição de 15 de Maio do Correio da Feira, publicámos um artigo sobre a “Engenharia Social“, que é uma das armas utilizadas em alguns ataques informáticos, e comentámos sobre um dos hackers mais famosos, Kevin Mitnick.

No mundo cibernético, além da palavra hacker, existem diversas terminologias que definem o papel de cada um. Vamos começar pelo hacker. Os hackers podem ter surgido nos Estados Unidos, mas tornaram-se um fenómeno global. No início dos anos 60, a primeira geração de hackers era formada por jovens que invadiam rede de telefones. A geração seguinte infiltrava-se nos primeiros sistemas de computadores. Assim, nos dias de hoje, um hacker é uma pessoa que possui conhecimento na área das tecnologias da informação muito acima da média. Entretanto, os hackers nunca fizeram “ataques” para obter algum lucro, era simplesmente para obter algum reconhecimento, mesmo que de forma anónima.

Faça a sua assinatura e leia os artigos na integra