Risco de incêndio com cedros em cima de casa

dedo-na-ferida

A nossa leitora Albina de Magalhães Pinto, moradora na Rua do Pinhal, Escapães, alertou para uns cedros plantados junto à sua casa. “Esses cedros cresceram tanto que já estão muito mais altos que a minha casa e em cima dela, também, obstruindo, inclusive, o pombal de pombas de corrida, impedindo a entrada delas dos concursos”, lamenta a escapanense, preocupada com o perigo das chamas. “Se houver um incêndio, arde-me a casa. Chamei a atenção do proprietário, fiz queixa às autoridades, mas as árvores continuam por cortar”, refere.