Autárquicas.2107

Tal como referimos na semana passada, “face às circunstâncias e aos evidentes sinais de que já está no terreno a pré-campanha para as próximas Eleições Autárquicas, o Correio da Feira vai passar a disponibilizar semanalmente espaço dedicado à matéria, com regras de edição definidas”.

Nesse sentido, já a partir da próxima edição, o nosso jornal irá reservar espaço permanente e definido a todos os conteúdos que, de alguma forma, venham a dizer respeito ao assunto, estabelecendo, para isso, as seguintes regras:

1 – O espaço a disponibilizar, será rateado – edição a edição – entre todas as forças políticas que nos façam chegar matéria publicável;

1.1 – O mesmo, será disponibilizado equitativamente, independentemente da expressão eleitoral de cada força política;

2 – O número de carateres recomendado é de 3.500 por comunicação, reservando-se o CF o direito de cortar/adaptar texto excedentário;

3 – A introdução de fotos será levado em linha de conta naquela distribuição de espaço;

4 – As matérias relacionadas originadas por iniciativa do Correio da Feira, não influem no rateio do espaço mencionado.

4 – A ordenação editorial, obedecerá à ordem de chegada dos conteúdos à Redacção;

5 – Em cumprimento do que a Lei estabelece, os comentadores/articulistas/autores deverão, sempre, identificar-se formalmente junto da Redacção do CF.

5.1 – Nos casos em que o conteúdo revista importância oficial (Comunicados, por exemplo), a informação deve ser remetida em papel timbrado ou, em alternativa, com origem em endereço oficial reconhecido;

5.1.1 – Sem prejuízo, mantém-se a necessidade de identificação e qualidade do subscrictor;

6 – O Estatuto Editorial do ‘Correio da Feira’ prevalece em quaisquer circunstâncias .

Tal como também anteriormente se referiu, o estabelecimento destas ‘regras’ trata-se de (mais) um exercício de transparência a que nós próprios nos obrigamos – sempre em benefício do Leitor, em primeiro lugar – com o intuito de, repete-se, balizarmos equalitariamente a ocupação de tal espaço editorial, disponibilizado-o às forças partidárias que entendem aceder-lhe, no pressuposto da aceitação do procedimento definido.

ass. A Direcção