Centro Columbófilo de Argoncilhe

Fascínio pelos pombos-correios mantém viva colectividade

O fascínio pela capacidade extraordinária de orientação dos pombos-correios levou a que “um punhado de argoncilhenses”, sob a orientação do então padre da freguesia, reverendo João Baptista, criasse, em 1952, o Centro Columbófilo de Argoncilhe. Localizado na Rua da Igreja, este espaço acolhe cerca de 25 sócios activos que participam em competições de columbofilia um pouco por todo o país e até em Espanha. “É o desporto mais importante que temos no Concelho” – diz o antigo responsável e um dos associados mais presentes do centro, Joaquim Guedes.

Faça a sua assinatura e leia os artigos na integra