Lixo acumulado é “perigo para a saúde pública”

dedo-na-ferida

 

S. JOÃO DE VER Hugo Neves vem-se queixando da falta de limpeza nos arredores da sua habitação, na Avenida das Oliveiras, junto ao Suil Park, em S. João de Ver, há mais de um ano. “Afirmo com toda a certeza que desde que estou a habitar esta zona que nunca existiu qualquer acção que vise a remoção de sujidade e resíduos das vias e de outros espaços públicos, nomeadamente limpeza de passeios, arruamentos, pracetas, logradouros e outros espaços públicos”, aponta, mostrando uma “área ao pé dos caixotes do lixo que é uma zona de despejo de dejectos de animais, que além de uma ilegalidade, é um perigo para a saúde pública”. Confrontou o condomínio, que o remeteu para  Câmara Municipal, e esta remeteu-o depois para a Junta de Freguesia, da qual ainda não teve resposta. “É lamentável que uma instituição que se quer próxima dos seus habitantes não se digne a dar uma resposta e que se demonstre totalmente alienada das sua preocupações”, afirma.