Travanca // Alunos da EB1 do Mieiro em protesto…

Escola precisa de ajuda

Escola do Mieiro

Nós, alunos da escola básica do primeiro ciclo do Mieiro, em Travanca, uma das freguesias de Santa Maria da Feira, protestamos contra a falta de condições nesta que é a nossa segunda casa.

Não pedimos luxos, apenas queremos o mínimo de condições

Sempre que chove, o recreio transforma-se numa “lodoteca”, recheada de poças de água e lama. Como não existe interligação entre as duas salas desta escola, limitamo-nos a brincar numa pequena saleta de dimensões reduzidas, com chão em cimento, onde as temperaturas ajudam a aumentar o número de gripes entre nós. Nestes dias não podemos conviver com os amigos da outra turma, o que nos deixa um pouco tristes.

Quando brilha o Sol a poeira instala-se por todo o lado e as alergias surgem.

Quer chova, quer faça sol os nossos espaços interiores estão constantemente sujos devido à lama ou poeira que “habita” no nosso recreio, o que é verdadeiramente desagradável!

Temos ainda a referir que o avançado estado de degradação das loiças sanitárias, faz aumentar o perigo de acidentes escolares, como é o caso dos nossos lavatórios.

Mas nem tudo é mau: com as professoras aprendemos o quanto é importante preservar o nosso Planeta e por isso decidimos reservar um pequeno espaço do nosso recreio para uma hortinha biológica da qual vamos colhendo alguns produtos hortícolas, tomando cada vez mais consciência da importância do que a Terra nos oferece.

Vale-nos também o colorido desta escola, que “nasceu e foi crescendo” ao longo dos últimos três anos, com a ajuda das professoras, da assistente operacional e de alguns pais. Desenhamos e colorimos as paredes desta nossa “casa”, tentando alegrar os dias mais “cinzentos”.

Procuramos soluções: gostaríamos de transformar a nossa “lodoteca” numa verdadeira ludoteca onde possamos brincar livremente, sem restrições. Estamos abertos a sugestões!

 

Os alunos da EB1 do Mieiro