16 de Abril de 2018

121.º Aniversário do Correio da Feira.

Na passagem de mais um ano deste vetusto jornal regional, afigura-se à administração partilhar com os Leitores e todos os Feirenses duas considerações:
1ª - No programa de aniversário dos 120 anos do Correio da Feira, que reconhecemos ambicioso, há projectos que ficaram por concluir. Notem ‘há’, o que facilmente deixa depreender que, continuam a existir, que não desistimos. A sua concretização não se esgota nos tais trezentos e tantos dias de que se compõe o ano; não pode, não é compatível com a realidade financeira que desejamos e impomos para o Correio da Feira, mas realizando-se com a certeza de que sempre que concretizarmos cada uma das iniciativas programadas, os leitores e os Feirenses continuarão a sentir orgulho no seu jornal regional.
Desse vasto e ambicioso Programa, dois projectos estão perto de se assumir como realidades para brevemente apreciarmos. Trata-se das temáticas Diáspora e Exposição dos Centenários, que pretendemos proporcionar aos nossos leitores através do trabalho sensível da jovem e dedicada equipa do Correio da Feira, e de todos os que prestam a sua colaboração ao Jornal.
2ª – Os custos financeiros inerentes à realização do programa dos 120 Anos do Correio da Feira são da responsabilidade da empresa do Jornal Correio da Feira. Não estamos dependentes de subsídios ou de ajudas financeiras. Desde já repudiamos toda e qualquer afirmação de recebimentos financeiros vindos da autarquia para a concretização do Programa dos 120 anos do Correio da Feira, como a que recentemente proferiu um vereador em reunião de Câmara. Sobre o assunto, deixamos aqui um sério desafio: quem afirmou, que prove o alegado movimento de verbas. Ou então, que reponha a verdade dos factos, através da indispensável retractação publica, acompanhada do pedido de desculpas que se impõe, pela inverdade cometida em reunião de Câmara.
No que concerne à Autarquia, o Jornal contou sempre com a colaboração dos nossos Eleitos, na pessoa do Sr. Presidente e Sr. Vereador da Cultura, que se declararam sempre disponíveis para colaborar com a empresa, de forma a dignificar os festejos dos 120 anos da publicação.
Foi disso exemplo a integração no Programa de aniversário do Jornal, do belíssimo concerto de Aranjuez, executado na praça de armas do castelo de Santa Maria da Feira, traduzido num momento inesquecível para todos os que assistiram. E único.
Na passagem de mais uma data de aniversário, impunha-se estas explicações por parte da administração aos nossos queridos Leitores e a todos os Feirenses, mas em especial a todas as personalidades e entidades envolvidas com o Correio da Feira na organização dos festejos de aniversário.
Não podíamos terminar sem referenciar os nossos Leitores, Colaboradores, Anunciantes, e Feirenses em geral, recordando uma vez mais que a nossa existência se justifica pelo serviço à comunidade e se comprova semanalmente há 121 anos ininterruptos. E assuim continuará, enquanto os feirenses quiserem, independentemente de outras vontades.
Um caloroso agradecimento a toda a Equipa. A eles devemos mais um ano de edição deste centenário Jornal CORREIO DA FEIRA

Jorge de Andrade e Paulo Fonseca

Próximo
}