Empreendedorismo e Inovação: Novos desafios do Formador

zona_verde3

A formação profissional assume um papel central e de crescente importância perante os novos desafios que surgem no país e na União Europeia: globalização, envelhecimento da população, emergência e utilização crescente de novas tecnologias e consequente necessidade de actualização e aquisição de competências.

O Decreto-Lei n.º 396/2007, de 31 de Dezembro, que estabelece o regime jurídico do Sistema Nacional de Qualificações (SNQ), a melhoria da qualidade da formação profissional, das suas práticas e dos seus resultados, exige uma actuação que promova a capacidade técnica e pedagógica dos formadores, através do reforço permanente das suas competências.

O Formador, actualmente, responde a múltiplos desafios e deve estar preparado para enfrentar as necessidades de um mercado da formação profissional cada vez mais competitivo. O Formador é, e deve ser, um profissional multitarefas que deve, simultaneamente, mobilizar competências das áreas de psicologia, sociologia, pedagogia, gestão, marketing, entre outras ciências.
Faça a sua assinatura e leia os artigos na integra