Poeira no ar mesmo com relvados sintéticos

campo-arrifanense

Safina penhora relvado sintético do Arrifanense e abre questões sobre o programa de apoio camarário

A Safina penhorou o relvado sintético do Arrifanense. Quarta-feira, acompanhada da GNR e de uma solicitadora, a empresa mostrou a pretensão de levantar o relvado por dívida de 69 mil euros. Um pré-acordo evitou (provisoriamente) a execução, mas colocou dúvidas quanto à subsistência do clube, bem como sobre a possibilidade de ter sido aberta a ‘Caixa de Pandora’, receando-se novos casos. Atual e antigo presidente do Arrifanense trocam graves acusações.

Textos: Nélson Costa e Marcelo Brito

Fotos: Albino Santos

Faça a sua assinatura e leia os artigos na integra