Ministério do Ambiente pede racionalização da água

Indaqua assegura que não são necessárias medidas complementares

A Indaqua Feira garante, em comunicado, que não é necessário adoptar medidas de racionamento de água, tendo em conta a estratégia adoptada na gestão do sistema público de distribuição de água. A resposta surge no seguimento de uma missiva do ministério do Ambiente, enviada às câmaras municipais, na qual João Matos Fernandes pede um “reforço de medidas que permitam minimizar os efeitos da seca no que respeita ao abastecimento público de água”.

Faça a sua assinatura e leia os artigos na integra