Roupas doadas para a Guiné encontradas à venda

Viver 100 Fronteiras acusada de burla

A presidente, Natália Oliveira, desmente as acusações e garante que os contentores continuarão a seguir para o país africano.

FIÃES Quatro milhões de euros em roupa, das marcas Salsa e Tiffosi, foram apreendidos na passada quarta-feira pela GNR no armazém de Natália Oliveira, presidente da organização não-governamental com sede em Fiães ‘Viver 100 Fronteiras’. As roupas que teriam como destino famílias carenciadas da Guiné-Bissau estavam, segundo a GNR, a ser vendidas em feiras e lojas da zona de Mafra.

Faça a sua assinatura e leia os artigos na integra