2 de Janeiro de 2019

Mensagem da Administração

Perlim, Agradecimento à Direcção cessante e à colaboradora Daniela Soares,

Aumento da anuidade e despedida do ano 2018.

Perlim. Uns dias em família.

Mês de Dezembro é o mês do Natal e em Santa Maria da Feira é também mês de Perlim.

Não vou comentar a qualidade dos espetáculos porque não assisti a nenhum, mas pelo que escutamos, foram muito bons e confirmamos isso pelos sorrisos de miúdos e graúdos que à nossa porta passavam, já de saída. Penso que se assim não fosse, o Perlim não tinha tanta procura de ano para ano. São milhares os visitantes que todos os anos procuram esse parque temático, sendo o espanhol a língua que mais escutamos pelas “ventanas abiertas” da casa exposta a um dia de sol. Não tenho dúvida de que se a qualidade não fosse uma preocupação, naturalmente a afluência não seria a que testemunhamos de ano para ano, nem as famílias aguentavam os rigorosos dias de chuva que se fizeram sentir.

A Câmara Municipal está de parabéns e está por várias razões:

- Dos três grandes eventos organizados na cidade sede do Concelho, o Perlim é com toda a certeza o que mais benefício traz ao comércio local. É notório a satisfação de uma grande parte dos comerciantes, em especial da área da restauração.

- Inserido na quadra natalícia, logo associado aos valores de união familiar, não deixa de ser admirável testemunhar como o Perlim serve como motivo para miúdos e graúdos partilharem juntos um dia de magia que as historias e as fábulas transmitem. Este é que é verdadeiramente o espirito natalício: União. Todo o resto foi completamente adulterado de uma tradição que nos deixou o Senhor D. Fernando II.

- Não tenho dúvidas de que foi a reboque do Perlim que toda aquela zona onde se organiza o evento, mereceu uma atenção redobrada e a necessidade de investir; senão, seria mais um espaço verde abandonado como quase todos os outros que temos na cidade.

- Deixo para último a qualidade dos eventos, porque como afirmei anteriormente, não assisti a nenhum e o que sei é o que escuto de quem visita e a crítica é sempre muito positiva.

PARABENS à Câmara Municipal e a todos os que se envolveram para oferecer às famílias um Natal mais verdadeiro, em Família. Bem-hajam.

Despedidas

Orlando Macedo

(Director)

É difícil para a Administração descrever-vos a importância que teve a presença de Orlando Macedo à frente da direcção deste centenário semanário, durante estes breves anos no Correio da Feira. E dizemos breves, porque parece que foi ontem, o tempo passou a voar e no passar desse tempo muito se realizou em prol do semanário, ao serviço da verdadeira Informação.

Observámos como estes jovens cresceram durante o exercício desta Direcção. Observámos o Jornal a cumprir os 120 anos com um calendário de eventos ambiciosos, uma proposta para um novo grafismo e imagem.

Nos 120 anos da sua existência, foi com esta Direcção que o Correio da Feira atinge um profissionalismo que o leva à eleição de melhor jornal regional nacional.

O relacionamento entre Administração e Direcção passou também por tempestades e tumultos. Muitas vezes trazia a lembrança filmes hollidoescos que relatam as divergências entre quem tem de administrar e os que informam; mas salvo as respectivas dimensões, os problemas são muito semelhantes.

A Administração limitada por um tecto financeiro que mensalmente se vê obrigada a cumprir e quase sempre falha e a Direcção a exigir mais a favor da Informação, a favor dos jornalistas, a favor do leitor, a favor do Concelho.

Nesses tumultos e tempestades o que nos motivava? Informar com verdade e pluralismo e o Correio da Feira. Tendo estas duas razões como missão, soubemos fazer cedências mútuas. Nunca perdemos o foco.

Importa ainda referir que durante o tempo em que assumiu a Direcção do jornal, o Director não auferiu ordenado, fê-lo de forma abnegada de todos os seus direitos, consciente das dificuldades que atravessa a Imprensa Regional e ainda as que nos são impostas pelo Poder local vigente e o partido que o sustém, ambos detentores de um boletim disfarçado em jornal regional, a mando da «informação» controlada.

Apesar de abandonar funções como Director, não temos dúvidas de que será sempre uma ausência presente e que o Orlando Macedo nunca virará costas à Informação, muito menos ao Correio da Feira.

Caro Director, entre Administração, Redacção, Dep. Comercial, Secretaria e Dep. Jurídico, não encontramos palavras para exprimir o nosso Agradecimento e por isso fica como penhor a nossa Amizade e Consideração.

 

Daniela Soares

(Jornalista)

Dias antes da viagem à Africa do Sul para realizar o trabalho Diáspora, a jornalista Daniela Soares apresentou-nos a sua demissão. Confessamos que custou aceitá-la, mas tivemos que reduzir-nos à nossa realidade financeira, comparada com a que oferece a sua nova entidade patronal. Sobre essa entidade, a forma como actua e os seus verdadeiros objectivos, não vamos hoje tecer comentários, dado que estamos ainda envolvidos pelo espírito positivo que o Natal nos aconselha a viver e recusamo-nos a estragá-lo. A podridão não deve merecer referências em tão nobres e felizes momentos, nem iríamos estragar a despedida de alguém, que muito estimamos, para enumerar as razões que estão por detrás desta contratação.

À Daniela, essa jovem que vimos dar os primeiros passos na sua área profissional, queremos publicamente reafirmar que estamos gratos por termos assistido e dado contributo para o seu crescimento e que nos orgulhamos muito pelas metas que juntos atravessámos, mesmo quando nos momentos de dúvidas e nas dificuldades, quase sempre oferecidas de bandeja, gratuitamente, pela entidade que agora a passará a empregar, soubemos contornar com dignidade, profissionalismo e amor à arte de Informar.

Desejamos que a Daniela continue a crescer e a vencer. Iremos estar particularmente atentos, à ex-colaboradora e colega e à Amiga.

A profissional substitui-se. É a verdade, em todas as empresas, devida e minimamente organizadas. Ninguém é insubstituível! Mas cada ser humano reveste-se de uma personalidade única e exclusiva, por isso a Daniela é insubstituível, não temos pejo em afirmar: Daniela o seu sorriso vai fazer falta à redacção.

 

Aumento da Anuidade (Assinatura)

Apesar de todo o nosso esforço, não é possível escapar às exigências do mercado, mesmo as indirectas, como o aumento brutal do preço do papel. Neste particular, não há diferenças: seja o Correio da Feira, seja o Expresso, não há como escapar à realidade de termos de diminuir o impacto negativo, aumentando os preços do Jornal, ainda que residualmente.

Para esta situação, também contribui decisivamente as dificuldades de cobranças de Assinatura com que todos os anos nos debatemos: Por isso, voltamos a solicitar aos Senhores Assinantes que liquidem atempadamente os valores respectivos, ajudando-nos assim a esbater dificuldades e a aumentar a capacidade de levarmos a cabo a nossa missão cívica.

Obrigado

 

Tabela de Preços para 2019

Digital                                    22 Euros

Nacional Papel                  35 Euros (Oferta de Digital)

Europa                                  60 Euros

Internacional                     75 Euros

Solicitamos aos nossos assinantes que ainda não liquidaram a sua anuidade o favor de o fazerem com a maior brevidade. Evite o cancelamento do envio do seu jornal regional.

 

Terminamos esta nossa comunicação aos nossos estimados leitores e a todos os Feirenses com um desejo:

FELIZ 2019.

Jorge de Andrade

Paulo Fonseca

Administração

Anterior Próximo
}